Índice Futuro: Análise do Médio Prazo 06/02/2020

GRÁFICO DIÁRIO (parte 1)
  • Vamos primeiramente entender o contexto em que encontra-se o índice futuro no atual momento.
  • O índice futuro fez um padrão de dupla repenetração (na verdade tripla repenetração) e alcançou o seu alvo mínimo em 113.050. Foi um padrão “semelhante a”, não sendo assim um padrão perfeito, mas que funcionou bem.
Índice Futuro (gráfico diário). Padrão de dupla (tripla) repenetração.

Figura 1 – Índice Futuro (gráfico diário). Padrão de dupla (tripla) repenetração.

 

GRÁFICO DIÁRIO (parte 2)
  • Ao alcançar o alvo mínimo do padrão de dupla (tripla) repenetração da Figura 1, o índice futuro atingiu ao mesmo tempo a sobrevenda do diário.
  • Após isso o mercado deu início a um movimento de alta em respeito a essa forte zona de suporte.
  • Esse é o panorama atual. Cabe agora entender se o atual movimento de alta é uma continuação de toda a grande alta que vem ocorrendo ou se é uma retração em preparo para uma nova queda do médio prazo.
Índice Futuro (gráfico diário). Sobrevenda do diário.

Figura 2 – Índice Futuro (gráfico diário). Sobrevenda do diário.

 

GRÁFICO DE 185min
  • No gráfico de 185min podemos ver que o mercado formou um engolfo de baixa. Esse engolfo foi formado em região de resistência, que é dada pela resistência de cinco oitavos e pelo alvo extendido de um ABCD, configurando assim uma concordância.
  • Isso é sugestivo de que o mercado irá dar continuidade ao movimento de baixa que foi iniciado com a dupla (tripla) repenetração.
Índice Futuro (gráfico 185min). Engolfo de baixa em resistências de Fibo.

Figura 3 – Índice Futuro (gráfico de 185min). Engolfo de baixa em resistências de Fibo.

 

GRÁFICO DIÁRIO (parte 3)
  • Se o mercado realmente der início a esse movimento de baixa, podemos ter a formação do ABCD descendente mostrado abaixo, cujo alvo contraído fica em 113.450.
  • O alvo principal do ABCD está em uma importante região de suporte que fica entre 111.350 – 110.000. Essa região compreende, PQ, S1M, e a área K de suporte do diário. Ou seja, essa será uma forte zona de suporte para o índice futuro.
  • A formação desse ABCD descendente tende a ser o principal movimento esperado para o índice futuro no médio prazo.
Índice Futuro (gráfico diário). Possível ABCD descendente.

Figura 4 – Índice Futuro (gráfico diário). Possível ABCD descendente.

 

GRÁFICO DE 60min
  • No gráfico de 60min nós teremos as principais regiões de suporte e resistência a serem observadas de modo a confirmar on cancelar a formação do ABCD descendente.
  • A primeira zona de suporte a ser observada é de 115.950 – 115.600, que compreende a área K de suporte dos 60min e PM. A perda dessa região seria um primeiro sinal indicativo de que o mercado irá fazer o movimento descendente.
  • A segunda zona de suporte a ser observada é a de 114.800 – 114.700, que envolve o suporte de cinco oitavos de todo o atual movimento de alto e PS. A perda dessa área tende a confirmar a formação do ABCD descendente.
  • Em um cenário alternativo, o rompimento acima de  recoloca o mercado em sua trejetória de alta de longo prazo e tende a cancelar a formação do ABCD descendente.
Índice Futuro (gráfico de 60min). Principais suportes e resistências.

Figura 5 – Índice Futuro (gráfico de 60min). Principais suportes e resistências.

 

GRÁFICO DIÁRIO (parte 4)
  • Se o mercado romper acima de 118.350 e cancelar o ABCD descendente, podemos ter a formação do padrão de megafone mostrado abaixo, levando o mercado para a borda superior do megafone. Esse padrão pode ser tanto de reversão como de continuação.
Índice Futuro (gráfico diário). Padrão de megafone.

Figura 6 – Índice Futuro (gráfico diário). Padrão de megafone.

 

ÍNDICE FUTURO – CONCLUSÃO DO MÉDIO PRAZO
  • O principal movimento esperado no índice futuro para o médio prazo é de baixa, com um primeiro alvo em 113.450 e um segundo alvo na região de 111.350 – 110.000.
  • Um rompimento abaixo de 115.950 – 115.600 seria um primeiro sinal indicativo de que o mercado irá realizar esse movimento de baixa. A perda de 114.800 – 114.700 tende a confirmar a formação desse movimento.
  • Um rompimento acima de 118.350 tende a cancelar o movimento descendente e recolocaria o mercado em sua trajetória de alta de longo prazo.

 

VÍDEO ANÁLISE

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Índice Futuro e outros contratos futuros na página oficial da B3.

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwitterredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =