Dólar Futuro – Análise do Longo Prazo – 12-Jan-2015

MENSAL (parte 1)
  • Na região de 2.625 – 2.770 existem diversas estruturas de resistência que podem pressionar o mercado para baixo. Veremos cada uma a seguir.
  • A primeira estrutura de resistência é uma uma borboleta de baixa que atingiu o seu alvo de 1.618 nas imediações de 2.650.
  • O alvo mínimo da borboleta é em 2.535.
Figura 1

Figura 1

 

 

MENSAL (parte 2)
  • A segunda estrutura de resistência na verdade não é uma, mas sim várias. São diversos alvos de ABCDs. Repare como que o mercado atinge precisamente o alvo de 100% do ABCD em verde.
Figura 2

Figura 2

 

 

MENSAL (parte 3)
  • A terceira é o ponto de finalização do movimento harmônico. Perceba como que o mercado comportou-se muito harmonicamente em todo esse movimento de alta de longo prazo desde o fundo de 1.530 formado em julho/2011.
  • Do ponto de vista dos movimentos harmônicos podemos esperar uma correção importante que venha a ser de amplitude no mínimo próxima às anteriores.
Figura 3

Figura 3

 

 

MENSAL (parte 4)
  • A quarta estrutura de resistência nessa região é o topo de 2.625 formado em dezembro/2008. Observe que o mercado pode estar formando um padrão lavar e enxaguar, o que seria um sinal baixista.
Figura 4

Figura 4

 

 

MENSAL (parte 5)
  • Caso o mercado venha a iniciar um movimento de baixa em respeito a essas estruturas de resistência temos as seguintes zonas de suporte a serem consideradas:
    • 2.565 – 2.535 (alvo mínimo da borboleta + PA não testado + PQ não testado)
    • 2.430 – 2.410 (primeira área K + movimento harmônico + topo prévio)
    • 2.320 – 2.220 (segunda área K + S1A)
Figura 5

Figura 5

 

 

SEMANAL
  • Temos um impulso acima da três por três que é moderadamente adequado para a formação de padrões direcionais. Nesse caso seria preferível ver a dupla repenetração pois estamos em região de resistência do mensal. Como tivemos retração de três oitavos durante o impulso, caso a dupla repenetração seja formada ela será tratada como um padrão “semelhante a”.
  • Repare que nessa última semana o mercado fez um engolfo de baixa, um sinal baixista.
  • Observe também que a ação de preço das três últimas semanas está contida dentro da variação da semana de 15-Dez-2014. Um rompimento da semana de 15-Dez-2014 para qualquer um dos lados pode deflagrar um movimento significativo.
Figura 6

Figura 6

 

 

CONCLUSÃO
  • O mercado encontra-se em uma importante região de resistência do longo prazo em 2.625 – 2.770.
  • Caso o mercado realmente inicie um movimento de baixa em respeito a essas resistências teremos como alvo mínimo a zona de 2.565 – 2.535. Esse será o provável alvo mínimo do mercado no longo prazo.
  • Um segundo alvo de longo prazo seria 2.430 – 2.410 em caso de continuidade da baixa.
  • O ponto de invalidação desse cenário baixista seria a máxima de dezembro/2014 em 2.770. O mercado deve permanecer abaixo desse nível para que o movimento de baixa possa continuar.
  • Um outro cenário possível seria a lateralização do mercado por um tempo prolongado. Se observarmos atentamente o gráfico semanal iremos perceber que o dólar futuro costuma fazer longos períodos de lateralização. Poderíamos estar então entrando em mais um período de lateralização como os anteriores. Mesmo nesse caso de lateralização é muito provável que o alvo mínimo na faixa de 2.565 – 2.535 seja alcançado.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dez =