Milho Futuro – Análise do Médio e Curto Prazo – 12-Jan-2015

DIÁRIO (parte 1)
  • No presente momento existem duas possibilidades para o médio prazo no milho futuro.
    • Triplo dois de alta.
    • Borboleta de baixa.
  • Podemos ver a possibilidade de formação o triplo dois de alta no gráfico abaixo, com alvo em 27,60 – 27,55.
Figura 1

Figura 1

 

 

DIÁRIO (parte 2)
  • Aqui vemos a possibilidade de ocorrer a borboleta de baixa, com alvo de 1.272 em 34,30. Esse alvo também coincide com R1Q e topo prévio importante do longo prazo.
  • No momento é difícil dizer qual das duas possibilidades tem maior chance de ocorrer, porém existem alguns detalhes que podem auxiliar a responder essa questão.
  • Primeiramente podemos ver que o mercado encontra-se testando PQ na zona de 27,90 e, sendo assim, PQ pode desempenhar um papel fundamental na elucidação dessa questão. Caso o mercado mantenha-se acima de PQ e inicie um movimento de alta será um sinal altista e falará a favor de formação da borboleta de baixa.
  • Um outro dado importante a ser observado é o fato de que o mercado encontra-se muito próximo do ponto de invalidação da borboleta, que é o fundo prévio em 27,55. Caso o mercado perca essa zona então provavelmente teremos continuação da baixa e formação do triplo dois de alta.
Figura 2

Figura 2

 

 

60min
  • Ainda temos mais um detalhe que pode auxiliar. Temos um impulso abaixo da três por três que é moderadamente adequado para a formação de padrões direcionais. Nesse caso o mercado está quase formando a dupla repenetração, bastando apenas mais um fechamento acima da três por três para seu acionamento. Isso fala a favor de que o mercado se manterá acima de PQ, aumentando a chance de ocorrer a borboleta de baixa no diário.
  • Como o impulso não é muito adequado, deve-se ter cautela com esse possível padrão e considerá-lo como um padrão “semelhante a”.
  • Observe também que temos tanto divergência de alta como também uma possível sugestão de pressão dinânimca de baixa. Como veremos, nesse caso uma não contradiz a outra.
  • A pressão dinâmica fala a favor de que teremos uma nova mínima. Sendo assim, se ela entrar em execução, o mercado pode primeiramente fazer um novo fundo e alcançar S1D para somente depois fechar acima de três por três. Isso seria muito bom para a dupla repenetração do ponto de vista de mecânica de mercado.
  • A divergência de alta, caso venha a funcionar, fala a favor da formação da dupla repenetração e também aumenta a chance do mercado se manter acima de PQ e formar a borboleta de baixa no diário.
Figura 3

Figura 3

 

 

CONCLUSÃO
  • O mercado encontra-se aberto tanto para fazer uma borboleta de baixa em 26,60 – 26,55 como também um triplo dois de alta em 34,30. No momento é difícil dizer qual das duas possibilidades possui maior chance de ocorrer.
  • Os principais níveis a serem observados no curto a médio prazo são 27,90 e 27,55. Podem ser zonas definidoras do médio prazo. Caso o mercado mantenha-se acima desses dois níveis falará a favor de alta no médio prazo e formação da borboleta de baixa. Caso o mercado perca 27,55 falará a favor de baixa no médio prazo e formação do triplo dois de alta.
  • Alguns poucos detalhes falam levemente a favor de formação da borboleta de baixa. Porém é melhor aguardar uma sinalização mais clara do mercado para entender melhor o que acontecerá no médio prazo.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwitterredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =