Café Futuro: Análise do Longo Prazo 06/07/15

CAFÉ FUTURO – GRÁFICOS MENSAIS
  • No gráfico mensal o café futuro (café arábica 4/5) ainda não apresenta elementos que nos permitam definir algum movimento de maior amplitude para o longo prazo de forma mais segura.
  • No presente momento o que parece necessitar de esclarecimento é entender qual ABCD o mercado irá desenvolver, se será o da Figura 1 ou o da Figura 2.
  • Ficamos com a impressão de que parece mais plausível ocorrer o ABCD da Figura 1, porém ainda é cedo para dizer.

Figura 1 – Café Futuro (gráfico mensal). ABCD em movimento de alta.

Figura 1 – Café Futuro (gráfico mensal). ABCD em movimento de alta.

Figura 2 – Café Futuro (gráfico mensal). ABCD em movimento de baixa.

Figura 2 – Café Futuro (gráfico mensal). ABCD em movimento de baixa.

 

 

CAFÉ FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 1)
  • O mercado está formando uma cunha descendente, um padrão de alta.
  • Essa cunha é acompanhada de divergência de alta no MACD, sendo isso muito típico e bom para o ponto de vista de perspectiva de alta.
  • Podemos perceber que o mercado também está formando a pressão dinâmica de venda, o que sugere que teremos uma nova mínima e que portanto a borda inferior da cunha será alcançada mais uma vez.
Figura 3 – Café Futuro (gráfico semanal). Cunha descendente.

Figura 3 – Café Futuro (gráfico semanal). Cunha descendente.

 

 

CAFÉ FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 2)
  • O mercado alcançou um alvo importante na região de 159,00 – 154,00 exatamente ao fazer a cunha descendente. Essa faixa compreende o alvo de 1.272 de um ABCD e o suporte de Fibo de 0.786.
  • Repare que logo abaixo temos S1Q em 149,00.
  • Aqui no gráfico semanal já temos um padrão de reversão que é a cunha descendente. Podemos ter também algum padrão de reversão acontecendo no gráfico diário nos arredores da região de 159,00 – 149,00.
  • A perda da cunha descendente e de S1Q em149,00 demonstraria uma fraqueza importante no café futuro e falaria a favor de continuação do movimento de baixa.
Figura 4 – Café Futuro (gráfico semanal). Região de suporte.

Figura 4 – Café Futuro (gráfico semanal). Região de suporte.

 

 

CAFÉ FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 3)
  • Caso o mercado faça algum movimento de alta em virtude da formação da cunha descendente na região de suporte mencionada na Figura 4 podemos ver na figura abaixo as principais resistências que o mercado terá para enfrentar.
  • A principal delas seria na zona de 197,00 – 202,00 que é compreendida pela área K e PA.
  • Um rompimento sustentado acima dessa região poderia mudar o sentimento do mercado para alta no longo prazo.
Figura 5 – Café Futuro (gráfico semanal). Principais resistências.

Figura 5 – Café Futuro (gráfico semanal). Principais resistências.

 

 

CAFÉ FUTURO – CONCLUSÃO DO LONGO PRAZO
  • Ainda não há uma direção mais precisa a respeito de um movimento de maior amplitude no longo prazo. Precisamos de mais barras no mensal para uma melhor definição.
  • A faixa de 159,00 – 149,00 está se apresentando como um suporte, havendo a formação de um padrão de reversão no semanal ainda não acionado. Podemos portanto ter alguma alta a partir dessa região.
  • Caso aconteça alguma alta a principal resistência a ser vencida pelo mercado é a zona de 197,00 – 202,00. O rompimento sustentado acima dessa zona pode mudar o sentimento do mercado para alta no longo prazo.
  • A perda da região de 159,00 – 149,00 demonstraria fraqueza importante no mercado, sugerindo continuação do movimento de baixa no longo prazo.

 

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Café Futuro (café arábica 4/5) e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwitterredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − doze =