Índice Futuro: Análise do Longo Prazo 14/09/15

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 1)
  • O índice futuro está em uma zona de suporte que já foi testada várias vezes. O movimento de ação dos preços sugere que o mercado está tentando perder essa região.
Figura 1 – Índice Futuro (gráfico mensal).  Zona de suporte.

Figura 1 – Índice Futuro (gráfico mensal). Zona de suporte.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 2)
  • O mercado apresenta-se em movimento descendente dentro de um canal de baixa de longo prazo.
  • Houve a perda de uma LTA minoritária (tracejado).
  • Enquanto estiver nessa movimentação a expectativa é de baixa.
  • Para que alguma expectativa de alta ocorra no longo prazo é necessário o rompimento desse canal de baixa e a quebra dessa movimentação descendente.
Figura 2 – Índice Futuro (gráfico mensal).  Canal de baixa.

Figura 2 – Índice Futuro (gráfico mensal). Canal de baixa.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 3)
  • Diversos alvos de ABCDs apontam para região de 39.500. Essa área coincide com a borda inferior do canal de baixa.
  • Há uma barreira a ser vencida que é a área de 42.000 – 42.500 (suporte de cinco oitavos e S1A), sendo que mercado já quase efetivamente testou essa região.
  • Perceba que o mercado está abaixo de PA, o que reforça o sentimento de baixa.
Figura 3 – Índice Futuro (gráfico mensal).  ABCDs.

Figura 3 – Índice Futuro (gráfico mensal). ABCDs.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 4)
  • Existe a possibilidade do mercado estar formando uma borboleta de alta.
  • Seu alvo de 1.272 é em 39.500, coincidindo com os alvos de ABCDs mostrados na Figura 3 e também com a borda inferior do canal de baixa.
  • O ponto de invalidação do cenário de baixa ficaria apenas em 63.100 com a descaracterização da borboleta de alta e concomitante rompimento do canal de baixa para cima.
Figura 4 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de alta.

Figura 4 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de alta.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 5)
  • O agarrador de stops formado na barra do mês de julho que comentamos na última análise do longo prazo não foi acionado.
  • Repare que a tendência é de baixa.
Figura 5 – Índice Futuro (gráfico mensal).  MACDP.

Figura 5 – Índice Futuro (gráfico mensal). MACDP.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO SEMANAL
  • Aqui podemos ver em maior detalhe o ABCD em marrom do gráfico mensal mostrado na Figura 2.
  • Repare que esse ABCD quase atingiu o alvo de 100%, não fazendo-o por poucos pontos. Ao atingir o alvo houve forte recuperação.
  • O mercado encontra-se na sobrevenda do semanal.
  • Tais fatos combinados sugerem que ocorra alguma retração nas próximas semanas (ou dias).
Figura 6 – Índice Futuro (gráfico semanal). ABCD e sobrevenda.

Figura 6 – Índice Futuro (gráfico semanal). ABCD e sobrevenda.

 

 

ÍNDICE FUTURO – CONCLUSÃO DO LONGO PRAZO
  • O mercado possui um potencial muito grande de alcançar a região de 39.500.
  • Por ter praticamente alcançado alvo importante no semanal e estar na sobrevenda do semanal é provável que alguma retração ocorra antes de haver continuação da queda, se a queda continuar é claro.
  • O ponto de invalidação do cenário de baixa é apenas em 63.100.
  • O provável movimento de retração poderá ser melhor visualizado nos tempos gráficos inferiores como o diário.

 

 

VÍDEO ANÁLISE

 

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Índice Futuro e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =