Índice Futuro: Análise do Longo Prazo 27/03/17

GRÁFICO MENSAL (parte 1)
  • O índice futuro rompeu acima de um canal de baixa de longo prazo e no momento permanece acima da borda superior dele. Isso é algo significativo e que pode sugerir um novo ciclo de alta tanto para o longo prazo quanto para o longuíssimo prazo.
Índice Futuro (gráfico mensal). Canal de baixa rompido para cima.

Figura 1 – Índice Futuro (gráfico mensal). Canal de baixa rompido para cima.

 

GRÁFICO MENSAL (parte 2)
  • O mercado formou um ABCD de longo prazo e encontra-se testando as proximidades do alvo minoritário. Esse alvo coincide com a resistência de seis oitavos. Sendo o assim o mercado pode sentir essa região como resistência e produzir algum movimento de baixa.
Índice Futuro (gráfico mensal). ABCD de longo prazo.

Figura 2 – Índice Futuro (gráfico mensal). ABCD de longo prazo.

 

GRÁFICO SEMANAL (parte 1)
  • O mercado fez um movimento de alta em forma de ABCD. No momento encontra-se entre os alvos minoritário e principal. Portanto o mais provável é que o mercado venha a gravitar até o alvo principal na região de 72.200. Perceba que o alvo principal é acompanhado de R1A.
Índice Futuro (gráfico semanal). ABCD.

Figura 3 – Índice Futuro (gráfico semanal). ABCD.

 

 
GRÁFICO SEMANAL (parte 2)
  • O mercado vem fazendo retrações que respeitam o movimento harmônico. Desse modo ainda há espaço para o mercado cair um pouco mais ainda antes de iniciar o movimento de alta até o alvo principal do ABCD.
Índice Futuro (gráfico semanal). Movimentos harmônicos.

Figura 4 – Índice Futuro (gráfico semanal). Movimentos harmônicos.

 

GRÁFICO SEMANAL (parte 3)
  • O mercado pode estar formando um padrão de três movimentos baixista. Perceba que o padrão possui formato bem clássico, com o segundo movimento fazendo topo em 1.272 do primeiro e o possível terceiro movimento fazendo topo em 1.618 do primeiro e 1.272 do segundo.
  • O ponto de finalização desse padrão fica na região de 72.200 – 73.000 e também é acompanhado por R1A. Ou seja, é a mesma aŕea do alvo principal do ABCD visto na Figura 3.
  • Portanto o mercado pode estar se preparando para finalizar o ABCD fazendo um padrão de reversão.
  • Repare que já ocorre a formação de uma divergência de baixa pelo MACD.
Índice Futuro (gráfico semanal). Padrão de três movimentos baixista.

Figura 5 – Índice Futuro (gráfico semanal). Padrão de três movimentos baixista.

 

GRÁFICO SEMANAL (parte 4)
  • Em caso do mercado continuar o seu movimento de baixa teremos a principal área de suporte em 62.400 – 61.400, compreendendo a primeira área de suporte K do semanal, PQ e a sobrevenda do semanal. Se for alcançada será uma zona de forte suporte.
  • Como vimos na Figura 4, o mercado possui espaço para cair até essa região.
  • Caso o mercado venha romper essa área para baixo isso vai significar a existência de um forte sentimento de baixa no mercado e vai modificar a análise.
Índice Futuro (gráfico semanal). Principais suportes.

Figura 6 – Índice Futuro (gráfico semanal). Principais suportes.

 

ÍNDICE FUTURO – CONCLUSÃO DO LONGO PRAZO
  • O principal movimento esperado para índice futuro no longo prazo é de alta com um alvo provável na região de 72.200 – 73.000.
  • Antes do mercado subir há espaço para uma queda até a região de 62.400 – 61.400. O rompimento dessa área para baixo poderia indicar mudança de sentimento e invalidação da análise.

 

VÍDEO ANÁLISE

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Índice Futuro e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − cinco =