Milho Futuro: Análise do Longo Prazo 18/01/17

MILHO FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 1)
  • O milho futuro formou um padrão de dupla repentração de baixa em agosto/2016. O seu alvo mínimo foi atingido nessa barra mensal de janeiro/2017 em 34,75.
Figura 1 – Milho Futuro (gráfico mensal). Dupla repenetração de baixa atingindo alvo mínimo.

Figura 1 – Milho Futuro (gráfico mensal). Dupla repenetração de baixa atingindo alvo mínimo.

 

 

MILHO FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 2)
  • Apesar de ter atingido o alvo mínimo da dupla repenetração conforme vimos na Figura 1, o mercado ainda não atingiu o suporte principal de três oitavos após ter alcançado em 2016 alvos e resistências importantes (não mostrados no gráfico).
  • Portanto ainda existe espaço para que haja um movimento de baixa até atingir a região de 33,55 – 32,00 que compreende a área K de suporte do mensal e S1A.
Figura 2 – Milho Futuro (gráfico mensal). Região de suporte importante.

Figura 2 – Milho Futuro (gráfico mensal). Região de suporte importante.

 

 

MILHO FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 1)
  • Ao formar a dupla repenetração que vimos no mensal (e também ao atingir a região dos alvos mencionados na Figura 2) o mercado formou um padrão de topo duplo.
  • Seu alvo ainda não foi atingido e fica na zona de 31,60, sendo portanto muito próximo à borda inferior da importante região de suporte apresentada na Figura 2.
Figura 3 – Milho Futuro (gráfico semanal). Topo duplo.

Figura 3 – Milho Futuro (gráfico semanal). Topo duplo.

 

 

MILHO FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 2)
  • O mercado desenvolveu o movimento de baixa em forma de ABCD. Seu alvo de 1.272 praticamente acabou de ser atingido na área de 34,10, ficando nas proximidades de S1Q e S1A.
  • Ainda está em aberto o alvo estendido do ABCD. Esse alvo fica em 31,70, sendo também muito próximo à borda inferior da importante região de suporte mostrada na Figura 2. Nas proximidades dessa zona também está S2Q e o suporte de cinco oitavos de todo o movimento de alta prévio, sendo portanto esse alvo uma concordância.
  • Como existe espaço para o milho futuro cotinuar a queda no mensal conforme vimos na Figura 2 há probabilidade significativa do mercado atingir o alvo estendido desse ABCD.
Figura 4 – Milho Futuro (gráfico semanal). ABCD e regiões de suprote.

Figura 4 – Milho Futuro (gráfico semanal). ABCD e regiões de suprote.

 

 

MILHO FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 3)
  • Uma vez que o mercado encontra-se precisamente em um suporte existe importante chance de acontecer algum movimento de alta antes do mercado continuar a queda. Se é que a queda vai ocorrer, é claro.
  • A primeira resistência que o mercado encontrará será a primeira resistência de três oitavos em 37,75. Seria muito comum o mercado ir até somente essa área e depois cotinuar a baixa.
  • Caso o mercado suba mais, a próxima e mais importante região de resistência fica em 39,20 – 40,20. Essa zona compreende a região de resistência K do semanal e PQ. Essa área é muito importante e precisa ser bem observada em caso de alta pois pode tornar-se um divisor de águas. Ou seja, um rompimento acima dela pode mudar o sentimento do mercado (para alta) ou pelo menos indicar que o movimento de baixa está perdendo força.
Figura 5 – Milho Futuro (gráfico semanal). Regiões de resistência.

Figura 5 – Milho Futuro (gráfico semanal). Regiões de resistência.

 

 

MILHO FUTURO – CONCLUSÃO DO LONGO PRAZO
  • O principal movimento esperado para o milho futuro no longo prazo é de continuação da baixa. Se isso de fato acontecer, o alvo mais provável é a região de 32,25 – 31,60.
  • No momento o mercado encontra-se em um suporte. Isso pode fazer com que ocorra algum movimento de alta antes da queda continuar, se é que a queda vai ocorrer, é claro. Caso um movimento de alta aconteça as principais resistências são a zona de 37,75 e a região de 39,20 – 40,20.
  • Um rompimento sustentado acima de 39,20 – 40,20 pode mudar o sentimento do mercado (de baixa para alta) ou pelo menos indicar que a baixa está perdendo força. Portanto essa é a principal área resistência a ser observada.

 

 

MILHO FUTURO – VÍDEO ANÁLISE

 

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Milho Futuro e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 11 =