Índice Futuro: Análise do Longo Prazo 03/08/15

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 1)
  • O índice futuro permanece dentro de um canal de baixa de longo prazo. Ao mesmo tempo está dentro de um canal de alta minoritário de longo prazo (em tracejado).
  • Para que exista alguma expectativa de alta no longo prazo o mercado necessita de sair desse canal de baixa e quebrar essa sequência de topos e fundos descendentes.
  • O mercado formou um ABCD cujo alvo minoritário (em 48.500) coincide com a borda inferior do canal de alta minoritário, sendo já praticamente atingido no mês de julho. O alvo principal do ABCD é em 41.885 que por sua vez é muito próximo de S1A.
  • O padrão de tempestade à vista formado no mês de maio deu início a um movimento de baixa que pode ainda estar em curso.
Figura 1 – Índice Futuro (gráfico mensal). Canal de baixa e possíveis alvos de ABCD.

Figura 1 – Índice Futuro (gráfico mensal). Canal de baixa e possíveis alvos de ABCD.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 2)
  • Pode haver também a formação de uma borboleta de alta com alvo de 1.272 em 40.270.
  • Esse alvo é muito próximo da linha inferior do canal de baixa.
Figura 2 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de alta.

Figura 2 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de alta.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 3)
  • Existe uma ameaça ao possível cenário baixista discutido até aqui que é o fato do mercado ter formado um padrão agarrador de stops de alta. Seu alvo mínimo é em 59.250.
  • O cenário de baixa estaria cancelado caso o padrão agarrador de stops de alta seja acionado e tenha o seu alvo mínimo cumprido. Isso também levaria o mercado para cima de PA (não mostrado no gráfico).
Figura 3 – Índice Futuro (gráfico mensal). Padrão agarrador de stops de alta.

Figura 3 – Índice Futuro (gráfico mensal). Padrão agarrador de stops de alta.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO MENSAL (parte 4)
  • Caso padrão agarrador de stops de alta seja acionado e tenha o seu alvo mínimo cumprido podemos ter a formação de uma borboleta de baixa. Seu alvo de 1.272 é em 67.800.
Figura 4 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de baixa.

Figura 4 – Índice Futuro (gráfico mensal). Borboleta de baixa.

 

 

ÍNDICE FUTURO – CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE O GRÁFICO MENSAL
  • Conforme vimos até aqui, no presente momento o mercado permanece aberto tanto para a formação de uma borboleta de alta quanto para uma borboleta de baixa.
  • Aparentemente o cenário baixista parece ter maior chance de se desenvolver devido ao movimento de ação dos preços e também pelo fato do mercado ter passado para baixo de PA (não mostrado no gráficos mensais).
  • O padrão pegador de stops de alta pode influenciar a futura movimetanção do mercado.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 1)
  • Aqui podemos ver com maiores detalhes o ABCD mostrado na Figura 1.
  • Perceba que o mercado praticamente alcançou o alvo minortário do ABCD junto às seguintes estruturas: sobrevenda do semanal, suporte de seis oitavos e S1Q.
  • O movimento de alta iniciado nessa semana é normal como sendo por respeito a essa área de forte suporte.
  • A análise do médio prazo faz-se de grande valia para entender o movimento de alta iniciado nessa semana e seus possíveis desenvolvimentos.
  • Temos como fator complicador o fato do mercado não ter alcançado de fato o alvo minoritário do ABCD. Sendo assim, não sabemos se o índice futuro irá primeiro atingí-lo para apenas depois iniciar um movimento de alta ou se o atual movimento de alta iniciado nessa semana já é em respeito ao alvo e demais suportes.
Figura 5 – Índice Futuro (gráfico semanal). Importante área de suporte.

Figura 5 – Índice Futuro (gráfico semanal). Importante área de suporte.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 2)
  • Conforme discutido na última análise do longo prazo era importante entender se o movimento harmônico seria respeitado ou não.
  • Aparentemente o mercado dobrou o movimento harmônico sendo isso um sinal de baixa e indicativo de mudança de sentimento.
Figura 6 – Índice Futuro (gráfico semanal). Movimentos harmônicos.

Figura 6 – Índice Futuro (gráfico semanal). Movimentos harmônicos.

 

 

ÍNDICE FUTURO – GRÁFICO SEMANAL (parte 3)
  • Podemos ver que a tendência é firmemente de baixa no semanal e que ela permanecerá inalterada mesmo com um grande movimento de alta na presente situação gráfica.
Figura 7 – Índice Futuro (gráfico semanal). MACDP.

Figura 7 – Índice Futuro (gráfico semanal). MACDP.

 

 

ÍNDICE FUTURO – CONCLUSÃO DO LONGO PRAZO
  • Não há uma direção bem definida para o mercado no longo prazo.
  • Mesmo sem uma direção bem definida, um cenário de baixa é aparentemente mais provável na atual situação gráfica dentre as possibilidades abertas.
  • Em caso de cenário de baixa o mercado possui alvo na faixa de 42.000 – 40.000.
  • O rompimento sustentado de 59.250 invalidaria o cenário de baixa na atual situação gráfica.

 

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Índice Futuro e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwitterredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =