Milho Futuro: Análise do Médio Prazo 23/05/16

MILHO FUTURO – GRÁFICO DIÁRIO (parte 1)
  • O milho futuro atingiu a segunda região de resistência que havíamos comentado na última análise do médio prazo, região essa que fica em 44,80. Essa área é também o alvo mínimo do padrão de pão com manteiga de alta que comentamos na última análise do longo prazo. Portanto o mercado ao atingir a zona de resistência também cumpriu o alvo mínimo do longo prazo.
  • Ao atingir essa região de resistência o mercado produziu no médio prazo um padrão direcional esticado baixista e também fez um padrão de engolfo de baixa de velas japonesas.
  • Sendo assim, como a expectativa no longo prazo é de baixa e o mercado cumpriu o alvo mínimo do padrão do longo prazo e ao mesmo tempo fez padrão direcional de baixa e um padrão de velas japonesas de baixa, existe uma boa condição técnica para que o mercado inicie um movimento de baixa no médio prazo.
Milho Futuro – Figura 1 (gráfico diário). Região de resistência e padrão esticado baixista.

Milho Futuro – Figura 1 (gráfico diário). Região de resistência e padrão esticado baixista.

 

 

MILHO FUTURO – GRÁFICO DIÁRIO (parte 2)
  • Se o movimento de baixa for realmente iniciado no longo podemos ter a formação do ABCD abaixo cujo alvo minoritário fica em 39,45.
  • No momento é difícil dizer se de fato o mercado vai produzir de fato esse ABCD, porém como vimos na discussão da Figura 1, existe condição técnica ideal para isso. Ficaria também evidente uma boa mecânica de mercado devido a combinação de padrões direcionais no longo e no médio prazo e também pela alternância entre a sobrevenda do semanal (não mostrada) e sobrecompra do diário (Figura 1).
Milho Futuro – Figura 2 (gráfico diário). Possível ABCD.

Milho Futuro – Figura 2 (gráfico diário). Possível ABCD.

 

 

MILHO FUTURO – CONCLUSÃO DO MÉDIO PRAZO
  • O milho futuro atingiu o alvo mínimo de padrão do longo prazo em 44,80. Ao fazer isso o mercado fez padrões no médio prazo que produzem condições técnicas para iniciar um movimento de baixa.
  • Caso o movimento de baixa seja realmente iniciado, um alvo mínimo seria na região de 39,45.
  • O ponto de invalidação do cenário de baixa fica no rompimento acima de 46,70, sendo isso confirmado por um rompimento acima de 47,35.

 

 

MILHO FUTURO – VÍDEO ANÁLISE

 

 

Para saber se essa análise permanece válida na data atual consulte o nosso Quadro de Análises Válidas.

Consulte informações sobre o Milho Futuro e outros contratos futuros na página oficial da BM&FBovespa.

 

Compartilhe essa postagem:

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =